Queluz (São Paulo) – Wikipédia, a enciclopédia livre

MAIS

RESULTADOS [1 .. 51]
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Queluz
Igreja Matriz de São João Batista

Igreja Matriz de São João Batista
Bandeira de Queluz
Brasão de Queluz
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 4 de março de 1842
Gentílico queluzense
Prefeito(a) Ana Bela Costa Torino (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Queluz
Localização de Queluz em São Paulo
Queluz está localizado em: Brasil
Queluz
Localização de Queluz no Brasil
22° 32' 13" S 44° 46' 26" O22° 32' 13" S 44° 46' 26" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Vale do Paraíba Paulista IBGE/2008 [1]
Microrregião Guaratinguetá IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Vale do Paraíba e Litoral Norte
Municípios limítrofes Resende (RJ), Areias, Silveiras, Lavrinhas (SP) e Passa Quatro (MG) [2] [3] [4] [5]
Distância até a capital 220 km
Características geográficas
Área 249,826 km² [6]
População 11 309 hab. Censo IBGE/2010[6]
Densidade 45,27 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,766 alto PNUD/2000 [7]
PIB R$ 74 508,901 mil IBGE/2008[8]
PIB per capita R$ 6 766,16 IBGE/2008[8]
Página oficial
Prefeitura Website oficial
Câmara Website oficial

Queluz é um município no leste do estado de São Paulo, na microrregião de Guaratinguetá. A população aferida no Censo de 2010 era de 11 309 habitantes e a área é de 249,826 km², resultando em uma densidade demográfica de 45,27 hab/km². A população estimada pelo IBGE para 1º de julho de 2014 era de 12 419 habitantes.[6]

Em Queluz localizam-se parcialmente a Pedra da Mina, ponto culminante do estado (2798 m), no ponto de encontro das divisas do município com Lavrinhas (SP) e Passa Quatro (MG), e o Pico dos Três Estados (2665 m), que marca o ponto de encontro das divisas estaduais do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Originou-se Queluz de um aldeamento de índios puris, criado no ano de 1800. A aldeia cresceu em torno de uma capela, onde hoje se ergue a igreja matriz. O povoado foi elevado à vila em 1842, passando a município em 1876. Seu padroeiro é São João Batista e o nome de Queluz foi uma homenagem prestada à família reinante, tendo a localidade recebido o nome do palácio perto de Lisboa.

O município desenvolveu-se com a cultura do café, que aí deixou importantes marcos culturais, como as sedes ainda existentes das fazendas do Sertão, São José, Restauração, Bela Aurora, Regato, Cascata e outras.

Fonte:"O Passado Ao Vivo"(Thereza Regina de Camargo Maia)

O município conta com várias cachoeiras, como a conhecida Águas da Marambaia, que atrai grande quantidade de turistas no verão.[9]

O calendário de festas do município é farto, desde abril com a Festa da Moranga e da Mandioca, ingredientes primordiais para o prato típico do município, batizado de "Queluz na Moranga", passando pela Festa de São João em junho - tradicional festa junina, a maior e melhor de todo Vale do Paraíba -, pelo Festival de Inverno em julho, Festa do Doce em Outubro, entre outros eventos realizados pela população e prefeitura.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Seus municípios limítrofes são Resende (RJ) a leste e nordeste, Areias a sudeste, Silveiras a sul, Lavrinhas a oeste e Passa Quatro (MG) ao norte.[2] [3] [4] [5]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População total: 9.112

  • Urbana: 7.846
  • Rural: 1.266
  • Homens: 4.524
  • Mulheres: 4.588

Densidade demográfica (hab./km²): 36,54

Mortalidade infantil até 2 anos (por mil): 16,97

Expectativa de vida (anos): 70,64

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,51

Taxa de alfabetização: 90,84%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,766

  • IDH-M Renda: 0,675
  • IDH-M Longevidade: 0,761
  • IDH-M Educação: 0,687

(Fonte: IPEADATA)

Clima[editar | editar código-fonte]

Segundo dados do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), a temperatura mínima registrada em Queluz foi de 6,5 °C, ocorrida no dia 13 de agosto de 2004. Já a máxima foi de 41,0 °C, observada dia 12 de fevereiro de 2003. O maior acumulado de chuva registrado na cidade em 24 horas foi de 105,0 mm, em 2 de março de 1958.[10]

Filhos ilustres[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. a b c Carta Topográfica 1:50.000 - Folha SF-23-Z-A-I-3 - Passa-Quatro (JPEG) IBGE (1974). Visitado em 2012-11-21.
  3. a b Carta Topográfica 1:50.000 - Folha SF-23-Z-A-I-4 - Agulhas Negras (JPEG) IBGE (1988). Visitado em 2012-11-21.
  4. a b Carta Topográfica 1:50.000 - Folha SF-23-Z-A-IV-1 - Cruzeiro (JPEG) IBGE (1974). Visitado em 2012-11-21.
  5. a b Carta Topográfica 1:50.000 - Folha SF-23-Z-A-IV-2 - São José do Barreiro (JPEG) IBGE (1988). Visitado em 2012-11-21.
  6. a b c Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 15 de julho de 2015.
  7. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  8. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  9. Queluz Instituto Estrada Real.
  10. Sistema de Monitoramento Agrometeorológico (Agritempo). Dados Meteorológicos - São Paulo. Visitado em 9 de dezembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Powered by YouTube
Conteúdo da Wikipedia está licenciado sob a: GFDL e Creative Commons