Conexão Repórter – Wikipédia, a enciclopédia livre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Conexão Repórter
Informação geral
Formato Programa jornalístico
Duração 60 minutos(00:00 as 01:00)
Criador(es) Roberto Cabrini
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Roberto Cabrini
Marcelo Parada
Apresentador(es) BrasilRoberto Cabrini
Narrador(es) Roberto Cabrini
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil SBT
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original Brasil 4 de março de 2010 - presente

Conexão Repórter é um programa de jornalismo investigativo do Brasil, exibido pelo SBT, desde o dia 4 de março do ano de 2010. É apresentado pelo jornalista Roberto Cabrini.

Polêmica[editar | editar código-fonte]

O juiz Paulo Campos Filho, da Quarta Vara Cível de Osasco, concedeu liminar que inviabiliza a exibição do programa que marcaria a reestreia do jornalista Roberto Cabrini, ex-Record, no SBT. A produção conseguiu uma entrevista com uma mulher que detalhou todo o esquema desse "negócio", do qual faria parte. Mas ela se arrependeu e pediu à Justiça que sua entrevista não seja exibida. Como a entrevista é fundamental para a reportagem, sua exclusão inviabilizava a exibição do programa.[1] Porém, a emissora conseguiu liberação para exibir o programa desde que esse tivesse uma situosa edição das imagens a fim de não prejudicar a pessoa que protestou judicialmente.[2]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

O programa teve muita repercussão na internet, e foi muito elogiado pelos internautas da rede social Twitter. As palavras Roberto Cabrini e Conexão Repórter foram as mais citadas no dia no Brasil.[3]

O programa de estreia de 2010 causou polêmica no mundo ao retratar casos de pedofilia envolvendo padres e monsenhores das paróquias de Arapiraca, cidade do estado nordestino do Alagoas. O programa mostrou um vídeo de sexo explícito (logicamente com suas imagens distorcidas) entre um padre e um de seus coroinhas. O documentário chegou a ser comentado nas rede BBC e CNN, ajudou a alavancar as polêmicas de pedofilia na Igreja Católica, gerando comentários em todos os países, inclusive no Vaticano, acarretou em inquérito policial por parte da Polícia Federal, investigação por parte da CPI da Pedofilia e na suspensão dos religiosos envolvidos. O programa também exibiu possíveis ameaças de morte por parte do advogado de um dos padres a um coroinha denunciante.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

Powered by YouTube
Conteúdo da Wikipedia está licenciado sob a: GFDL e Creative Commons