Botswana – Wikipédia, a enciclopédia livre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Republic of Botswana (inglês)
Lefatshe la Botswana (tswana)

República do Botswana
Bandeira do Botsuana
Brasão de armas do Botsuana
Bandeira Brasão de Armas
Lema: "Pula" (Tswana), Chuva
Hino nacional: "Fatshe leno la rona"
("Que esta Terra Nobre seja abençoada")
Gentílico: bechuano(a), botsuanense, botsuano(a), botsuanês(a)[1]

Localização  Botsuana

Capital Gaborone
24° 40' S 25° 55' E
Cidade mais populosa Gaborone
Língua oficial Inglês e setswana
Governo República presidencialista
 - Presidente Ian Khama
Independência do Reino Unido 
 - Data 30 de setembro de 1966 
Área  
 - Total 581 730 km² (45.º)
 - Água (%) 2,5
 Fronteira Namíbia (N e W), Zimbábue (E), e África do Sul (S)
População  
 - Estimativa de 2008 1 990 876[2] hab. (144.º)
 - Densidade 2 hab./km² (200.º)
PIB (base PPC) Estimativa de 2014
 - Total US$ 33 622 bilhões *[3]  
 - Per capita US$ 15 981[3]  
PIB (nominal) Estimativa de 2014
 - Total US$ 16 304 bilhões *[3]  
 - Per capita US$ 7 749[3]  (102.º)
IDH (2013) 0,683 (109.º) – médio[4]
Gini (1993) 63,0[5]
Moeda Pula (BWP)
Fuso horário (UTC+2)
 - Verão (DST) não observado (UTC+2)
Clima Semiárido e árido
Org. internacionais ONU, UA, SADC, UAAA, Comunidade das Nações
Cód. ISO BWA
Cód. Internet .bw
Cód. telef. +267
Website governamental http://www.gov.bw/

Mapa  Botsuana

Botsuana[6] [7] [8] [9] [10] [11] [12] [13] ou Botswana[14] [15] [16] [17] , oficialmente República do Botswana/Botsuana (em tswana: Lefatshe la Botswana), é um país sem costa marítima da África Austral. Anteriormente um protetorado britânico chamado Bechuanalândia, adotou seu novo nome após tornar-se independente, em 30 de setembro de 1966. Desde sua independência, o país teve governos democráticos e eleições ininterruptas, sem sofrer qualquer golpe de estado. Sua capital é Gaborone, que é também a maior cidade do país.

O relevo do Botswana é plano e sua superfície é coberta em até 70% pelo deserto de Kalahari. Faz fronteira com a África do Sul a sul e sudeste, a Namíbia a oeste e ao norte e o Zimbabwe a nordeste. Sua fronteira com a Zâmbia ao norte, perto de Kazungula, não é bem definida, mas uma curta faixa de aproximadamente 750 metros, ao longo do rio Zambeze, com travessia feita por ferry-boat, é comumente usada para marcar a fronteira com este país.[18]

O Botswana é um dos países mais escassamente povoados no mundo, sendo habitado por pouco mais de 2 milhões de habitantes. Quando conquistou a independência do Reino Unido, em 1966, a nação era uma das mais pobres do mundo, com um PIB per capita de cerca de US$ 70 por ano. Desde então, o Botswana transformou-se numa das economias de mais rápido crescimento no continente, com um PIB per capita de cerca de 16.400 US$ em 2013, um alto rendimento nacional bruto, o quarto maior da África, dando ao país um padrão de vida modesto.[19] [20]

Botswana é um membro da União Africana, a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral, da Comunidade de Nações e das Nações Unidas. Apesar de sua estabilidade política e relativa prosperidade socioeconômica, o país está entre as mais atingidas pela epidemia do HIV/AIDS, sendo que estima-se que cerca de um quarto da população esteja infectada.[21]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Os primeiros exploradores ocidentais, a partir do final do século XVIII, deram à região o nome de um povo local, chamando-a de Bechuanaland (em português, "Bechuanalândia"[22] ), "Bechuana" sendo a corruptela anglicizada de nome formado, na língua local, pelo prefixo bo (país) ou ba (povo) e pelo radical Tswana (nome de um povo soto dos bantos meridionais), acrescentado, pelos ingleses, do sufixo inglês land ("terra"). A designação colonial foi substituída pela forma oficial "Botswana" após a independência do país.

Em português[editar | editar código-fonte]

A forma vernácula do nome do país em português preconizada pelo Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa e pelo Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa da Porto Editora , bem como pelo Portal da Língua Portuguesa[9] e pelos dicionários brasileiros Houaiss[22] e Aurélio[23] , pelo dicionário português Priberam[24] , pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil[25] e pela Comissão Europeia[26] é "Botsuana" (substituindo o "w" da grafia original por "u" na forma em português).

Por outro lado, a grafia original, "Botswana", também encontra respaldo em dicionaristas[17] e em diferentes veículos de comunicação e autores lusófinos.

Os gentílicos para o país são botsuano[22] , botswano, botsuanense[27] ou botsuanês,[22] [23] ademais das alternativas bechuano e botsuanense.[22]

História[editar | editar código-fonte]

A história do Botswana é marcada pela influência da África do Sul. Protetorado britânico desde 1885 com o nome de Bechuanalândia (em inglês, "Bechuanaland"), em 30 de setembro de 1966 a nação declara-se independente e passa a se chamar Botsuana (em inglês, "Botswana").

O presidente Seretse Khama governou o país desde a independência até sua morte, em 1980, sendo sucedido pelo vice, Ketumile Masire. Realiza eleições regulares desde então e é considerado exemplo de estabilidade política no continente. Como um dos países que se opõem ao regime de segregação racial na África do Sul, foi alvo de incursões do Exército sul-africano, sob acusação de abrigar guerrilheiros do Congresso Nacional Africano. A partir de 1990, as relações bilaterais melhoram, com o fim do apartheid.

Na década de 1980, o produto interno bruto (PIB) cresce à média anual de 10,3%. A seca e a recessão mundial do início dos anos 90 levam o país à depressão econômica e revelam sua dependência da mineração, responsável por 70% das receitas de exportação. Em 1998, após quatro mandatos, o presidente, Ketumile Masire, do Partido Democrático do Botswana (BDP), retira-se da política e é substituído pelo vice, Festus Mogae. O BDP (no poder desde a independência) vence as eleições parlamentares de 1999, e a Assembléia Nacional ratifica Mogae para presidente.

Em março de 2008, ao completar 10 anos no exercício do cargo, prevê-se a renúncia de Mogae, que deverá ser sucedido pelo vice-presidente Ian Khama, filho do primeiro presidente.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Um baobá em Botswana

O Botswana situa-se numa zona árida do interior da África meridional. É um país bastante plano, ocupado quase por completo por um planalto com altitudes entre os 700 e os 1200 m, aumentando um pouco a rugosidade do terreno na extremidade oriental. O deserto do Kalahari ocupa o sudoeste do país, e a norte a depressão de Mababe é parcialmente ocupada pelo pântano do Okavango, onde termina o curso do rio Okavango, proveniente da Namíbia. O principal rio é, no entanto, o Limpopo, que constitui parte da fronteira sul, com a África do Sul. É onde este rio abandona o país, na ponta oriental, que se localiza o ponto mais baixo do Botswana, a uma altitude de 513 m. O ponto mais elevado são as Tsodilo Hills, que sobem a 1 489 m.

O clima varia de desértico a semiárido, com invernos suaves e verões quentes.

Ecologia[editar | editar código-fonte]

Botswana tem diversas áreas protegidas para animais selvagens. Além das áreas do delta e do deserto, existem campos e savanas, onde gnu-azul, antílopes e outros mamíferos e aves são encontradas. O norte do país tem uma das poucas grandes populações remanescentes grandes populações do cão-selvagem-africano, espécie ameaçada de extinção. O Parque Nacional de Chobe, localizado no distrito de Chobe, tem a maior concentração do mundo de elefantes-africanos. O parque abrange cerca de 11.000 km² e abriga cerca de 350 espécies de aves.

O Parque Nacional Chobe e a Reserva de Caça de Moremi (no Delta do Okavango) são importantes destinos turísticos. Outras reservas incluem a Reserva de Caça do Centro do Kalahari, localizada no deserto de Kalahari, distrito de Ghanzi; Parque Nacional de Makgadikgadi Pans e Parque Nacional Nxai Pan, no distrito Central. A Reserva de Caça de Mashatu é de propriedade privada, localizada no encontro do rio Shashe com o rio Limpopo, no leste Botswana. A outra reserva de propriedade privada é a Reserva Natural de Mokolodi, perto de Gaborone. Há também santuários especializados como o Khama Rhino Sanctuary (para rinocerontes) e Makgadikgadi Sanctuary (para flamingos), ambos localizados no distrito Central.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Vista aérea de Gaborone, a capital e maior cidade do país

Os principais grupos étnicos do Botswana são (em ordem) Tsuana, Kalanga, Khoisan ou AbaThwa, entre outros. Outros grupos étnicos no Botswana incluem brancos e indianos, que são considerados poucos. A população indiana do Botswana é composta por muitos indiano-africanos de várias gerações, do Quênia, Zâmbia, Tanzânia, Maurício, África do Sul, etc. bem como por imigrantes indianos de primeira geração. A população branca é nativa do Botswana ou de outras partes da África incluindo Zimbábue, Zâmbia e África do Sul. A população branca fala inglês ou afrikaans e compõe 1% da população.

O Botswana, assim como a maioria dos países do sul da África , sofre com uma grande taxa de infecção por AIDS , que foi 38.8% para adultos em 2002. Em 2003, o governo começou um programa para erradicar a AIDS.O programa consiste em distribuir remédios baratos ou grátis para reduzir o impacto do vírus sobre a saúde dos infectados.

Quanto à religião, segundo o World Factbook, da CIA, a população dividia-se em 2001 aquando dos últimos censos, de acordo com as suas filiações religiosas da seguinte forma:[28]

Religiões[editar | editar código-fonte]

Estima-se que 70% dos cidadãos do país se identifiquem como cristãos. Anglicanos, metodistas e membros da Igreja Congregacional dos Estados da África Austral compõem a maioria dos cristãos. Há também congregações de luteranos, batistas, da Igreja Reformada Holandesa, menonitas, católicos romanos, adventistas do sétimo dia, mórmons e Testemunhas de Jeová. Em Gaborone, existe um Centro da História Luterana que é aberto ao público.

De acordo com o censo de 2001, o país tem cerca de 5.000 muçulmanos, principalmente da Ásia Austral, 3.000 hindus e 700 baha'is. Cerca de 20% dos cidadãos não seguem uma religião. Os serviços religiosos são bem atendidos nas áreas rurais e urbanas.[30]

Idiomas[editar | editar código-fonte]

A língua oficial é o inglês, embora a língua tswana seja amplamente falada em todo o país. Em aetswana, prefixos são mais importantes do que em muitas outras línguas. Esses prefixos incluem Bo, que se refere ao país, Ba, que se refere ao povo, Mo, que é uma pessoa, e Se, que é a língua. Por exemplo, a principal tribo de Botswana são os tswanas, daí o nome Botswana. O povo como um todo é Batswana, uma pessoa é um Motswana e a língua que falam é Setswana. Outras línguas faladas no Botswana incluem kalanga (sekalanga), sarwa (sesarwa), ndebele, ǃxóõ e, em algumas regiões, o africâner.

Cidades mais populosas[editar | editar código-fonte]

Governo e política[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta seção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Assembleia Nacional de Botswana

O Botswana é governado pela constituição em vigor desde 30 de setembro de 1966. O sistema de governo adotado no país é a república presidencialista. O chefe de estado e de governo é o atual presidente, Ian Khama.

O poder executivo é exercido pelo presidente e pelo vice-presidente, ambos eleitos por voto indireto para um mandato de cinco anos. O gabinete nomeado pelo presidente é composto de 17 ministérios, na qual os ministros auxiliam o presidente e seu vice na administração do país.

O poder legislativo é bicameral, exercido pela Assembleia dos Chefes, composta de 15 membros (chefes tribais, subchefes e membros associados), que assessora o governo, e pela Assembleia Nacional, composta de 63 membros, eleitos por voto popular direto para um mandato de cinco anos.

O poder judiciário é exercido pelas seguintes instâncias: Corte Alta, Corte de Apelação e Cortes dos Magistrados (uma em cada distrito).

Os partidos políticos são o Movimento da Aliança do Botswana (BAM), o Partido do Congresso do Botswana (BCP), o Partido Democrático do Botswana (BDP), o Frente Nacional do Botswana (BNF), o Partido Popular do Botswana (BPP), o Movimento do Botswana e a Frente Neodemocrática (NDF).

Relações internacionais e forças armadas[editar | editar código-fonte]

Soldados das forças armadas melhorando uma estrada

Na época da independência, Botswana não tinha forças armadas. Foi só depois que militares rodesianos e sul-africanos atacarem o Exército Revolucionário do Povo do Zimbabwe e Umkhonto we Sizwe,[32] que as bases da Força de Defesa do Botswana (BDF) foram formadas em 1977. O presidente é o comandante-em-chefe das forças armadas e nomeia um conselho de defesa. As forças do país possuem aproximadamente 12.000 membros.

Após mudanças políticas na África do Sul e na região, as missões da BDF têm cada vez mais centrada na prevenção da caça furtiva, na preparação para catástrofes e de manutenção da paz estrangeira. Os Estados Unidos tem sido o maior contribuinte estrangeiro para o desenvolvimento das forças de Botswana e um grande segmento de seu corpo de oficiais receberam treinamento dos norte-americanos. Considera-se uma instituição apolítica e profissional. O governo local deu aos Estados Unidos permissão para explorar a possibilidade de estabelecer uma base do AFRICOM no país.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

O Botswana divide-se em 9 distritos:

  1. Central
  2. Ghanzi
  3. Kgalagadi
  4. Kgatleng
  5. Kweneng
  6. Nordeste
  7. Noroeste
  8. Sudeste
  9. Sul
Distritos de Botswana.

Economia[editar | editar código-fonte]

Vista do centro financeiro da capital
Pousada em Kasane.

Desde sua independência, a economia de Botswana tem mantido uma das mais altas taxas de crescimento do mundo: entre 1966 e 1999, por exemplo, o país cresceu em média 9% ao ano. Apesar de um ligeiro decréscimo nos últimos anos, ainda assim seu crescimento entre 2006 e 2007 foi de 4,7%. Através de uma política fiscal sadia e uma gestão econômica eficiente, o país transformou-se de um dos mais pobres da África em uma economia de nível intermediário, superior em renda per capita a muitos outros países em desenvolvimento. A sua dívida externa é pequena, US$ 513 milhões em 2007.

A história de crescimento econômico de Botswana em relação aos seus vizinhos africanos teve seu início quando o governo decidiu usar o rendimento gerado pela exploração de diamantes para abastecer o desenvolvimento econômico com as políticas fiscais prudentes e uma política estrangeira cautelosa.[carece de fontes?] O país atualmente é o maior produtor de diamantes do mundo.[33]

Debswana é a única companhia de mineração de diamante que opera em Botswana e 50% de suas ações estão nas mãos do governo e corresponde a metade de todo o rendimento do governo.

Embora Botswana tenha crescido em um ritmo altíssimo por décadas e ainda cresça, mas com menos intensidade, o seu povo é duramente castigado pela AIDS, aproximadamente um em três habitantes de Botswana tem o HIV, fato que coloca a expectativa de vida do país na pior posição no ranking mundial. O governo reconhece que a AIDS afeta negativamente a economia e está tentando combater a epidemia de todas as formas possíveis.[carece de fontes?]

Botswana tem despesas militares elevadas (de aproximadamente 4% do PIB em 2004). Alguns críticos internacionais consideram estes gastos desnecessários dado a probabilidade baixa de conflito internacional ou mesmo nacional, entretanto o governo de Botswana emprega suas tropas em operações multilaterais de auxílio.[carece de fontes?]

Cultura[editar | editar código-fonte]

Além de ser usado para se referir à segunda língua mais falada pelos habitantes, o setswana é o termo utilizado para descrever a cultura do Botswana.

Feriados[editar | editar código-fonte]

Data Nome em português Nome em setswana
1 de Janeiro Dia de Ano Novo Ngwaga o mosha
2 de Janeiro Feriado Público
Data móvel Sexta-Feira Santa Labotlhano yo o molemo
Segunda-feira de Páscoa
Data móvel Dia da Ascensão Tlhatlogo
1 de Julho Dia de Sir Seretse Khama
19 de Julho Dia do Presidente
20 de Julho Feriado Público
30 de Setembro Dia da Independência Boipuso
25 de Dezembro Natal Keresemose
26 de Dezembro/27 de Dezembro Boxing Day
Nota: A primeira Segunda-feira do ano também é um feriado público.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

Referências

  1. Portal da Língua Portuguesa, Dicionário de Gentílicos e Topónimos do Botswana
  2. "Botswana" - The World Factbook - CIA. Consultado em 3 de fevereiro de 2010
  3. a b c d Fundo Monetário Internacional (FMI): World Economic Outlook Database (Outubro de 2014). Visitado em 29 de outubro de 2014.
  4. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD): Human Development Report 2014 (em inglês) (24 de julho de 2014). Visitado em 2 de agosto de 2014.
  5. CIA World Factbook, Lista de Países por Coeficiente de Gini (em inglês)
  6. Vocabulário Ortográfico da Academia Brasileira de Letras.
  7. Manual de Redação e Estilo do jornal O Estado de S. Paulo, 2ª edição}}
  8. Ministério das Relações Exteriores do Brasil.
  9. a b Portal da Língua Portuguesa.
  10. Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa (CPLP).
  11. Dicionário Caldas Aulete.
  12. Dicionário Priberam - tanto se selecionada opção "português europeu" quanto se selecionada opção "português do Brasil", indica unicamente "Botsuana".
  13. "ATLAS Escolar" do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) - Mapa Múndi.
  14. Emenda ao Artigo XI da Convenção sobre Comércio Internacional das Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção. Promulgado pelo Decreto nº 133 de 24/05/1991.
  15. Página do www.ibge.gov.br
  16. Botswana Portal das Comunidades Portuguesas. Visitado em 13 de novembro de 2011.
  17. a b Infopédia.
  18. [http://www.afdb.org/fileadmin/uploads/afdb/Documents/Project-and-Operations/Multinational%20(Zambia-Bostwana)%20-%20AR%20-%20Kazungula%20Bridge%20Project.pdf MULTINATIONAL: REPUBLIC OF ZAMBIA and REPUBLIC OF BOTSWANA] Fundo de Desenvolvimento da África (Outubro de 2011). Visitado em 24 de abril de 2014.
  19. Botswana CIA - The World Factbook (2013). Visitado em 24 de abril de 2014.
  20. National Economic Accounts for Countries and Regions around the World: Compared National Income Accounting in relation to the standards of living across countries. Nations Online. Visitado em 24 de abril de 2014.
  21. http://www.bedia.co.bw/article.php?id_mnu=50
  22. a b c d e Dicionário Houaiss, verbete "botsuano".
  23. a b Dicionário Aurélio, verbete "botsuanês".
  24. Dicionário Priberam.
  25. Ministério das Relações Exteriores - Brasil.
  26. Código de Redacção Interinstitucional, Anexo A5. Acessado em 13 de junho de 2008.
  27. Portal da Língua Portuguesa.
  28. Botswana, The World Factbook.
  29. Central Intelligence Agency. Botswana The World Factbook. Visitado em 3 de fevereiro de 2010.
  30. Botswana. International Religious Freedom Report 2007 U.S. Department of State (14 September 2007). Visitado em 19 de janeiro de 2010.
  31. Preliminary Results Brief (PDF) (em inglês) 2011 Population & Housing Census Central Statistics Office (29 de Setembro de 2011). Visitado em 17 de Junho de 2012. Cópia arquivada em 17 de Junho de 2012.
  32. Parks, Michael. "S. Africa Raids 3 Nearby Nations : Attacks Rebel Bases in Capitals of Zimbabwe, Zambia and Botswana", Los Angeles Times, 20 de maio de 1986.
  33. Botswana auctions diamonds at home - BBC, 26 de junho de 2013

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Botswana
Wikilivros
O Wikilivros tem um livro chamado Botsuana
Bandeira do Botswana Botswana
Bandeira • Brasão • Hino • Cultura • Demografia • Economia • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens

Powered by YouTube
Conteúdo da Wikipedia está licenciado sob a: GFDL e Creative Commons